Como vender móveis antigos?

Vender móveis antigos pode ser um pouco mais difícil do que vender antiguidades menores
Vender móveis antigos pode ser um pouco mais difícil do que vender antiguidades menores, devido ao seu tamanho e às condições de mercado em constante mudança.

Você finalmente decidiu se livrar de alguns móveis da tataravó que acumulam poeira em seu sótão há anos. Mas por onde você começa? Vender móveis antigos pode ser um pouco mais difícil do que vender antiguidades menores, devido ao seu tamanho e às condições de mercado em constante mudança. Sua melhor aposta é segmentar especificamente as pessoas que estão no mercado de antiguidades, comprando seus itens em lojas de antiguidades ou casas de leilão, ou colocando listagens em sites de comércio eletrônico como Ruby Lane, Ebay ou Craigslist. Se você está apenas procurando se livrar de algumas peças o mais rápido possível, você também tem a opção de descarregá-las em um brechó, mercado de pulgas ou liquidação de garagem.

Método 1 de 3: descobrir quanto valem seus itens

  1. 1
    Faça com que suas peças sejam avaliadas por um profissional para um orçamento preciso. Você pode localizar um avaliador de antiguidades qualificado perto de você com uma rápida pesquisa na Internet. Um avaliador certificado inspecionará seus móveis antigos e fará determinações sobre quantos anos eles são, quem foi o fabricante original, se são genuínos ou reproduzidos e quanto vale atualmente. Eles então fornecerão a você um documento reconhecendo o valor estimado de seu item ou itens, que você pode usar para negociar vendas com autoridade.
    • Uma avaliação profissional é recomendada se você achar que um de seus itens pode ser especialmente raro ou valioso.

    Aviso: contratar um avaliador pode custar 150€-400€ por hora, então pode não ser a estratégia mais econômica, a menos que você tenha motivos para acreditar que uma determinada peça pode valer muito dinheiro.

  2. 2
    Pague por uma avaliação online conveniente. Sites como Sotheby's, WorthPoint e ValueMyStuff permitem que você envie fotos de seus itens para uma revisão completa conduzida por um avaliador de antiguidades licenciado. Essas avaliações são normalmente vendidas em pacotes que oferecem várias vantagens, como o histórico de uma determinada peça ou um certificado oficial de avaliação.
    • As avaliações baseadas na web geralmente começam em cerca de 7,50€-20€ por peça, tornando-as uma alternativa muito mais acessível do que a contratação de um avaliador profissional de antiguidades em pessoa.
    • Por uma taxa um pouco mais alta, alguns sites oferecem a opção de se inscrever para uma assinatura mensal que dá acesso a recursos como avaliações instantâneas, registros de vendas detalhados e guias de preços exclusivos.
  3. 3
    Procure uma avaliação verbal gratuita da sua casa de leilões local. Se você não tem muito para gastar, veja se a sua casa de leilões local estaria disposta a avaliar seus itens por você. As casas de leilão costumam realizar "dias de avaliação", em que avaliadores internos examinam antiguidades trazidas pelas partes interessadas. Essas avaliações são geralmente gratuitas.
    • As avaliações verbais são o caminho a percorrer para a maioria das antiguidades mais recentes em forma decente.
    • Existem prós e contras nas avaliações verbais. Por um lado, eles tendem a ser gratuitos, o que significa que permitem maximizar o lucro que você espera obter. Por outro lado, eles não vêm com nenhum tipo de certificação, o que significa que o comprador médio pode ser cético em relação ao preço pedido.
  4. 4
    Pesquise seus itens por conta própria usando catálogos online e outros recursos. Estude seus móveis de perto em busca de nomes de marcas ou designers, números de unidades e outras marcas de identificação e use esses dados como base para sua pesquisa. Depois de determinar quando e onde sua peça, procure por ela e por peças semelhantes em bancos de dados e mercados de antiguidades online para ter uma ideia de quanto ela costuma custar.
    • Se você estiver no Ebay, use o recurso de "pesquisa avançada" do site para obter uma lista de vendas concluídas de itens semelhantes. Isso o informará sobre o valor real de varejo do item.
    • Certifique-se de considerar fatores como as datas de publicação de seus guias de preços e o valor médio de avaliação de seu item, conforme indicado por várias fontes, enquanto tenta decidir por quanto vendê-lo.
  5. 5
    Leve suas peças a uma mostra de antiguidades para saber mais sobre sua história. Fique de olho no jornal local e nos sites da comunidade para saber quando o próximo show de antiguidades itinerante chegará à cidade. Lá, você terá a oportunidade de solicitar gratuitamente uma avaliação verbal (com o valor do ingresso) e ainda receber uma aula de história em miniatura sobre as peças que trouxer.
    • Esteja ciente de que pode haver um limite quanto ao número de itens que você pode trazer para um show de antiguidades. Também pode ser impraticável transportar peças grandes ou pesadas de um lado para o outro, a menos que você tenha a sorte de poder vendê-las no local.
Acessórios antigos
Existem muitos livros, revistas e outras publicações dedicadas a identificar e avaliar móveis e acessórios antigos.

Método 2 de 3: decidir onde vender seus móveis

  1. 1
    Leve suas peças para um antiquário. A maioria das lojas de antiguidades obtém grande parte de seu estoque de vendedores e doadores particulares. Faça uma viagem até a loja de antiguidades local e converse com o proprietário ou avaliador residente ou especialista em consignação sobre a possibilidade de intermediar um negócio. Eles vão querer saber o máximo possível sobre cada peça, portanto, esteja preparado para fornecer informações como autenticidade, idade, condição geral e propriedade.
    • Em alguns casos, você também pode conseguir que um avaliador da loja vá até sua casa e examine seus itens.
    • Diferentes antiquários vendem diferentes tipos de mercadorias, portanto não há garantia de que a loja de seu bairro aceitará as peças que você está tentando vender.
  2. 2
    Coloque seus itens à venda online. Sites de comércio eletrônico como Ebay, Etsy e Craigslist podem ser ótimos lugares para vender antiguidades indesejadas, incluindo móveis e outras peças grandes. Basta criar uma lista que oferece uma descrição detalhada de cada um dos seus itens, junto com algumas fotos de alta qualidade mostrando-os de vários ângulos. Em seguida, defina um preço justo com base no que você acha que seus itens valem.
    • Liste cada peça que deseja vender separadamente, a menos que se destinem a fazer parte de um conjunto.
    • Lembre-se de que muitos sites estipulam que um item deve ter pelo menos 50 anos para ser qualificado como "antigo".

    Dica: sites como o Ruby Lane são voltados especificamente para antiguidades, o que significa que seus compradores em potencial provavelmente terão uma ideia de quanto suas peças realmente valem e estarão dispostos a pagar por isso.

  3. 3
    Envie suas antiguidades para uma casa de leilões. Faça uma pesquisa rápida por "casa de leilões" mais o nome de sua cidade ou território para encontrar um leiloeiro em sua área que lida com proprietários privados. Após um exame minucioso, seus itens serão leiloados para o licitante com lance mais alto e você receberá uma parte dos rendimentos.
    • Na maioria das vezes, será sua responsabilidade levar seus itens até o local do evento. Algumas casas de leilão também podem oferecer serviços de coleta por um custo adicional.
    • O dinheiro que você ganha com a venda de seus móveis em uma casa de leilões será o "preço do martelo", ou o valor total do lance final, menos quaisquer comissões e taxas adicionais que a casa de leilões cobrar por seus serviços.
  4. 4
    Venda suas peças para um amigo ou parente que está de olho nelas. Se você conhece alguém que admira um determinado item há algum tempo, considere dar a ele o direito de recusa. Dessa forma, você não terá que se preocupar em colocar anúncios online ou planejar a logística de entrega de sua peça a uma loja de antiguidades ou casa de leilões, e você dormirá bem à noite sabendo que ela está destinada a um lar amoroso.
    • Você pode não conseguir ganhar tanto dinheiro com suas antiguidades vendendo-as a uma pessoa querida, pois eles provavelmente esperam que você faça um negócio bastante favorável.
  5. 5
    Descarregue seus itens rapidamente em um brechó, mercado de pulgas ou liquidação de garagem. Se ganhar algum dinheiro extra é menos importante para você do que liberar espaço valioso, largar suas peças indesejadas na pode ser sua melhor opção. Esses lugares geralmente apresentam o menor potencial de lucro, mas podem ser exatamente o caminho que você está procurando se seu objetivo é se livrar de suas antiguidades com o mínimo de tempo e esforço.
    • Não é incomum que aficionados por antiguidades patrulhem brechós, mercados de pulgas e vende-se em casa para encontrar achados raros, então não há necessidade de subestimar drasticamente seus itens.
    • Como alternativa, você pode doar uma ou duas peças para uma organização que conecta os menos afortunados com utensílios domésticos gratuitos e baratos, se desejar fazer uma boa ação.
    • Um benefício exclusivo de consignar seus móveis antigos é que há uma boa chance de eles realmente serem usados, em vez de apenas expostos. Pode muito bem acabar embelezando a casa de alguém e enriquecendo sua vida.
Craigslist podem ser ótimos lugares para vender antiguidades indesejadas
Sites de comércio eletrônico como Ebay, Etsy e Craigslist podem ser ótimos lugares para vender antiguidades indesejadas, incluindo móveis e outras peças grandes.

Método 3 de 3: fazer uma venda bem-sucedida

  1. 1
    Avalie o preço de suas peças de acordo com seu valor estimado. Ao descobrir o que pedir para um determinado item, leve em consideração os resultados de quaisquer avaliações que você tenha feito, bem como sua própria pesquisa independente. Se você pagou por uma avaliação certificada, terá um valor confiável que pode ajustar com base na demanda. Caso contrário, consultar guias de preços de antiguidades on-line para vendas concluídas pode ser um ponto de partida.
    • Tente não permitir que uma conexão sentimental influencie sua avaliação do valor de uma peça. Antiguidades só são valorizadas por seu valor objetivo e, se você espera uma fortuna, pode nunca desistir.
    • Se você não tem ideia de como definir o preço de um determinado item, outra abordagem é pedir às partes interessadas a melhor oferta e escolher aquele que apresentar a cotação mais alta.
  2. 2
    Tire algumas fotos nítidas e de alta qualidade de seus itens. Use uma câmera de alta qualidade para filmar suas peças de vários ângulos, certificando-se de incluir close-ups de seus materiais de fabricação, ferragens de montagem e quaisquer danos que possam ter sofrido ao longo dos anos. A câmera do seu smartphone ou tablet deve ser potente o suficiente para capturar algumas fotos atraentes que mostram o caráter de seus móveis antigos.
    • Certifique-se de que seus itens estejam livres de poeira, manchas, impressões digitais e desordem desnecessária antes de começar a tirar fotos.
    • Seu potencial comprador sempre desejará avaliar a condição de seus itens antes de concordar em comprá-los, se você está comprando seus itens em uma loja de antiguidades local ou listando-os online.
  3. 3
    Relate quaisquer ocorrências de danos ou desgaste honestamente. Você pode ficar tentado a tentar esconder as marcas e arranhões de seu comprador até que tenha concluído a transação, mas não o faça. Esse tipo de prática não é apenas desonesta, mas pode violar os termos de venda entre você e o antiquário, a casa de leilões ou o comprador particular com quem você está negociando. Lembre-se de que a honestidade é a melhor política.
    • A documentação de danos maiores e menores dará ao comprador um aviso sobre o tipo de reparos ou restaurações que ele pode precisar organizar depois de possuir uma peça.
    • Você sempre será capaz de encontrar alguém disposto a tirar os produtos antigos de suas mãos, não importa em que tipo de condição esteja. Compradores insatisfeitos, no entanto, podem postar avaliações negativas sobre suas experiências, o que pode prejudicar sua reputação como vendedor e causar impacto sua capacidade de vender outros itens no futuro.

    Dica: Se algum de seus itens estiver em um estado particularmente irregular, repare-o antes de tentar vendê-lo. Um bom especialista em consertos de móveis pode fazer coisas como costurar novamente, costurar tecidos rasgados e substituir parafusos descascados.

  4. 4
    Esteja preparado para responder a quaisquer perguntas que seu comprador possa ter sobre uma peça. Parte do que torna as antiguidades tão cobiçadas é a história por trás delas - de onde vieram, quem as possuía e o que elas passaram. Alguém pode querer saber, por exemplo, há quanto tempo você possui uma peça, onde ela está armazenada ou se ela possui alguma característica exclusiva que a torna mais interessante. Faça o seu melhor para responder a perguntas como essas de forma completa e honesta, da melhor maneira possível.
    • Os compradores curiosos também podem estar se perguntando o quão grande é uma peça, se ela foi reformada anteriormente ou se veio de uma casa com fumantes ou animais de estimação.
    • Quanto mais informações você puder divulgar sobre um determinado item, mais confiante ficará o comprador em sua decisão.
A câmera do seu smartphone ou tablet deve ser potente o suficiente para capturar algumas fotos atraentes
A câmera do seu smartphone ou tablet deve ser potente o suficiente para capturar algumas fotos atraentes que mostram o caráter de seus móveis antigos.

Pontas

  • Existem muitos livros, revistas e outras publicações dedicadas a identificar e avaliar móveis e acessórios antigos. Muitos desses recursos estão disponíveis gratuitamente online ou em sua biblioteca pública.
  • Se você planeja transportar seus móveis antigos para uma avaliação ou venda, pode ser uma boa ideia fazer um seguro caso algo aconteça no caminho. Em alguns casos, o seguro do seu imóvel pode cobrir certos tipos de itens de mobiliário.

Artigos relacionados
  1. Como configurar prateleiras para gatos?
  2. Como limpar um sofá?
  3. Como fazer prateleiras caseiras em forma de favo de mel?
  4. Como construir uma estante com porta oculta?
  5. Como fazer uma prateleira de corda suspensa?
  6. Como construir uma estante?
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail