Como voar com crianças?

16 anos ajudem no cuidado das crianças mais novas
Embora você possa permitir que essas crianças de 14 e 16 anos ajudem no cuidado das crianças mais novas, deixe que essas crianças mais velhas também sejam elas mesmas.

Voar com crianças não precisa ser difícil. Há várias coisas que você pode fazer antes, durante e depois do voo para tornar a experiência positiva para seus filhos, para você e para os outros passageiros do avião. Pensando no futuro, delegando tarefas aos viajantes adultos e proporcionando boas informações e entretenimento aos mais pequenos, você pode fazer com que sua próxima viagem com seus filhos seja a melhor de todas!

Parte 1 de 3: planejando sua aventura

  1. 1
    Escolha um voo noturno ou de manhã cedo. Uma criança com sono terá maior probabilidade de desmaiar durante a viagem de avião. Voos de manhã cedo também tendem a ser menos lotados. Se você estiver fazendo um vôo noturno e eles simplesmente não conseguirem se acalmar, experimente ler em silêncio uma história para dormir que eles já ouviram antes, ouça música calmante ou sons da natureza, ou faça uma massagem suave nas costas e pescoço.
    • Se você ainda está tendo problemas para fazê-los dormir, doses infantis de melatonina, Benadryl (difenidramina não pode ser usada para crianças menores de 2 anos) ou outros soníferos suaves podem ajudar. Se você não tiver certeza sobre a segurança de um sonífero, peça recomendações e dicas ao seu pediatra.
  2. 2
    Verifique os custos dos voos para crianças, pois eles podem variar de acordo com a companhia aérea. Às vezes, as companhias aéreas têm informações sobre as tarifas infantis em seus sites. Se não o fizerem, ligue para a companhia aérea e pergunte se você pode esperar uma taxa para um bebê sentar em seu colo, se você deve comprar outro assento de adulto para ele e se seu filho precisa de um assento de segurança especial com base na idade e tamanho.
    • Pergunte o nome do representante que o está ajudando para que você possa consultar essas informações posteriormente, se necessário.
  3. 3
    Traga um carrinho de bebê ou cadeirinha, mas somente se for absolutamente necessário. Pode ser difícil carregar carrinhos de bebê e cadeirinhas para carros, além de ser um incômodo para voos de conexão. Eles também podem ser danificados no compartimento de carga da bagagem despachada. Se você precisar de um carrinho de bebê, ligue para sua companhia aérea para perguntar sobre a verificação de carrinhos e os custos relacionados.
  4. 4
    Faça o check-in pelo menos duas horas antes do seu voo. Não há nada pior do que se sentir estressado na fila do segurança porque seu vôo está prestes a sair e você tem pequenos para passar pela segurança. Reserve 2 a 3 horas para fazer o check-in e sem preocupações com a segurança.
    • Chegar cedo também permitirá que seus filhos explorem o aeroporto enquanto esperam, o que pode ser uma valiosa experiência de aprendizado - e é uma ótima maneira de cansá-los! Use um arnês infantil se seu filho tende a vagar.
  5. 5
    Verifique o status do seu voo na noite anterior ao seu voo e assim que chegar ao aeroporto. Se houver atrasos ou cancelamentos, você vai querer saber o mais rápido possível para que você possa tomar outras providências. Aproveite o tempo para explicar o novo plano para seus filhos, já que mudanças em uma grande viagem podem causar colapsos.
  6. 6
    Divida as responsabilidades entre os adultos. Se você estiver viajando com vários adultos, configure um sistema de "amigos". Pode ser útil ter um adulto encarregado de toda a papelada, enquanto o outro mantém as crianças ocupadas. Sua família saberá quais são os melhores papéis que todos podem assumir.
  7. 7
    Faça planos de viagem entre o aeroporto e suas acomodações com antecedência. Tentar ir a um hotel quando você tem filhos cansados e não tem como chegar lá pode causar estresse desnecessário. Tenha o roteiro e os mapas de seu destino prontos para quando você descer do avião. Segure todos os números de confirmação de reserva de voo, hotel e carro para facilitar as transições.
Duas crianças mais velhas não é uma boa combinação aqui
Cinco crianças pequenas e duas crianças mais velhas não é uma boa combinação aqui, mas é factível.

Parte 2 de 3: preparando seu filho para a viagem

  1. 1
    Coloque um cartão de "socorro, estou perdido" no bolso do seu filho. Ele deve conter seu nome, endereço e informações de telefone celular, para o caso de se separarem de você. Mantenha uma foto recente de seu filho com você. Não deixe as crianças fora de sua vista e instrua-as a ficarem perto de você o tempo todo.
  2. 2
    Acompanhe-os nas principais etapas da viagem aérea, como segurança e decolagem. Por exemplo, na segurança, diga "você terá que tirar os sapatos para colocá-los no scanner, mas não se preocupe, você os receberá de volta!" Antes da decolagem, diga "O avião vai muito rápido e vai balançar um pouco, mas está tudo bem, nada de ruim vai acontecer." Mantenha-os envolvidos durante as partes assustadoras, dando-lhes um trabalho pequeno, mas importante, como colocar caixas de itens na correia transportadora ou desligar os componentes eletrônicos antes da decolagem.
  3. 3
    Deixe-os fazer suas próprias malas. As crianças vão gostar da responsabilidade de preparar e carregar sua própria bagagem. Também pode ajudá-los a se sentirem mais confiantes se ficarem nervosos com a aventura. Supervisione a embalagem para que tudo o que seu filho precisa chegue na bolsa, e não se esqueça de uma etiqueta de bagagem com seu nome e número de telefone em cada bolsa.
  4. 4
    Vista roupas leves e confortáveis e sapatos antiderrapantes. Minimize a quantidade de metal em roupas e sapatos para economizar tempo na segurança. Os aviões podem estar frios, então peça às crianças que usem uma jaqueta ou guarde uma na bolsa.
  5. 5
    Diga a eles que dores de ouvido ou de barriga durante a viagem de avião são apenas temporárias. Traga gotas para dor de ouvido e mostre como estalar as orelhas para minimizar a dor de ouvido em grandes altitudes. Se eles sentirem náuseas, Dramamine ou Emetrol podem ajudar. Consulte seu médico antes de usar medicamentos que seu filho não tenha usado antes.
  6. 6
    Traga um kit de limpeza para bagunças e acidentes. Mantenha lenços umedecidos, guardanapos, desinfetante para as mãos, curativos, sacos de enjôo e pull-up na sua bagagem de mão. Não confie nos comissários de bordo para cuidar dos contratempos de seu filho, pois eles têm muitos outros passageiros para cuidar.
Não tem como chegar lá pode causar estresse desnecessário
Tentar ir a um hotel quando você tem filhos cansados e não tem como chegar lá pode causar estresse desnecessário.

Parte 3 de 3: tornando a viagem divertida

  1. 1
    Sente seu filho longe do corredor. Pequenas mãos e pés podem se machucar ao passar por passageiros ou no carrinho de comida e bebida, e as crianças não devem agarrar pessoas ou propriedades.
  2. 2
    Deixe seu filho confortável. É difícil ficar parado por tanto tempo, mas alguns travesseiros pequenos, um cobertor e um bicho de pelúcia podem fazer toda a diferença. Uma criança confortável também terá menos probabilidade de querer sair da cadeira ou chutar as costas das cadeiras dos outros.
  3. 3
    Fornece uma variedade de entretenimento. Sinta-se à vontade para usar as opções de voo, mas não dependa delas, pois seu jogo ou programa favorito pode não estar disponível. Traga uma consola de jogos portátil, um telefone carregado com música e audiolivros, autocolantes, cartas de jogar, livros de puzzle, papel em branco e lápis.
    • Para mais atividades educacionais, peça-lhes que planejem suas férias usando panfletos de viagem ou revejam seu itinerário novamente. Apresente livros, flashcards e outros materiais de aprendizagem adequados para a idade do seu filho. Se você tem filhos em idade escolar, pergunte ao professor o que ele sugere.
    • Embale um pequeno presente surpresa para eles, como um novo livro para colorir e giz de cera. Isso ajudará a despertar o interesse deles por uma nova atividade e a combater o tédio.
  4. 4
    Traga muitos lanches. Bebês só precisam de leite materno ou fórmula, e certifique-se de ter água engarrafada se precisar misturar fórmula no avião. Para as crianças mais velhas, ofereça opções com baixo teor de açúcar, como cereais, salgadinhos, massas simples, sanduíches, barras de granola, frutas secas e pacotes de salgadinhos. Evite itens que precisam de refrigeração, alimentos derretidos ou quebradiços, bananas e abacates, pois eles se transformam em mingau marrom em um saco.
    • Existem regras sobre a quantidade e o tipo de líquidos ou géis que podem ser transportados pela segurança, mas às vezes são feitas exceções para garrafas, caixas de suco e copinhos. Certifique-se de mencionar esses itens ao agente da TSA antes de passar pela segurança e de colocá-los em sua própria bolsa com zíper.
  5. 5
    Recompense o bom comportamento e use disciplina consistente. Elogie-os por sua capacidade de sentar-se quieto, ficar quieto e respeitar os outros. Defina claramente suas expectativas para o comportamento deles muito antes do início de sua jornada e forneça opções de recompensas se eles se comportarem bem. Se eles se comportarem mal, não lhes dê atenção negativa gritando ou espancando-os, pois eles podem ver esse comportamento como uma forma de obter mais atenção. Em vez disso, dê um "não" firme e explique por que suas ações não foram corretas. Redirecione sua atenção para uma atividade positiva e envolvente depois de discipliná-los.
  6. 6
    Fique calmo. Tente não demonstrar frustração se tudo não sair exatamente como planejado. As crianças podem ser influenciadas pelo humor de seus cuidadores, e seu estresse pode se transformar em estresse rapidamente.
Use o sistema de camaradagem ao voar
Use o sistema de camaradagem ao voar e mantenha os filhos dos melhores amigos juntos enquanto os pais cuidam dos filhos mais novos.

Pontas

  • Seja gentil. É fácil se envolver no estresse das viagens aéreas com crianças, mas sempre esteja atento às atividades de seus filhos. Não tenha medo de discipliná-los gentilmente por mau comportamento; os comissários de bordo e outros passageiros agradecerão. Peça desculpas por qualquer comportamento rude ou desagradável de seu filho.

Avisos

  • Faça com que seu filho menor de 3 anos se sente em seu próprio assento em uma cadeira de segurança para crianças aprovada pela FAA, e não em seu colo. É mais caro, mas mais seguro. Uma criança de colo pode interferir na sua capacidade de se preparar para um possível impacto e pode não ter acesso a uma máscara de oxigênio no caso improvável de uma emergência.
  • Certifique-se de que as crianças nunca mencionem bombas ou qualquer tipo de violência em um aeroporto, pois isso pode colocar toda a família em apuros.
  • Lembre-se de verificar o site da sua companhia aérea para as últimas restrições de tamanho e peso para bagagens de mão. Leve na bagagem de mão apenas a quantidade de suco, leite ou leite materno de que você precisará para o voo. Quantidades maiores podem ser despachadas com sua bagagem.
  • Evite brinquedos com peças pequenas. Eles podem ser engolidos facilmente, representando um risco para a saúde do seu filho durante a viagem. Além disso, buscar pequenos pedaços de brinquedos arremessados em várias partes da aeronave é impraticável e embaraçoso, pois eles podem cair no rosto de outros passageiros ou na comida.

Perguntas e respostas

  • Meu filho de 4 anos conseguirá um assento ao lado do meu ou devo tomar providências?
    Isso não é garantido, dependendo da sua companhia aérea. Alguns comissários de bordo podem tentar ajudar no portão, mas é melhor se você combinar com antecedência.
  • Estou viajando com muitas crianças, incluindo uma de 14 e outra de 16. Eles podem ajudar a cuidar das crianças mais novas? Temos duas crianças de 11 anos e uma de 9, 7 e 2 anos.
    São muitas crianças: você tem razão. Embora você possa permitir que essas crianças de 14 e 16 anos ajudem no cuidado das crianças mais novas, deixe que essas crianças mais velhas também sejam elas mesmas. Use o sistema de camaradagem ao voar e mantenha os filhos dos melhores amigos juntos enquanto os pais cuidam dos filhos mais novos. Cinco crianças pequenas e duas crianças mais velhas não é uma boa combinação aqui, mas é factível.

FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail